Antonio R. Filho
A poesia não estará em lugar algum se não estiver em você
Capa Textos Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
Sonhos ao vento

A folha cai e o vento leva,
de modo que ela não se soma
ao pó sobre o qual fez sombra.

Não é opção da folha nem do vento,
embora o vento ganhe companhia
e a folha o total desprendimento...

Para cada folha, há de soprar um vento,
pois a folha (caída)
faz a viagem que não fez em vida.

Contudo há folhas que, depois de nascidas,
não conseguem parar enquanto têm vida,
o que requer força extrema do vento.
Nesse caso, sopram os sonhos...
a grande força que nos põe em movimento.
Antonio R Filho
Enviado por Antonio R Filho em 23/01/2021
Alterado em 23/01/2021
Comentários
Capa Textos Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links